Segunda-feira, 18 de Junho de 2012
 

Dom, 19 de Julho de 2009 09:43

GRIPE SUÍNA - Oito suspeitos são monitorados na região

Oito pessoas da região de Sorocaba, por onde circula o jornal Cruzeiro do Sul, estão sendo monitoradas pelas respectivas Vigilâncias Epidemiológicas das cidades. Sorocaba e Itapetininga acompanham 3 casos suspeitos cada uma, seguidas por Piedade que monitora outros dois casos.

A gripe A (H1N1) - a ‘gripe suína’ - já foi confirmada em pelo menos quatro pessoas em cidades da região. Ao todo, a doença causou a morte de onze pessoas no Brasil. Em Itapetininga, a equipe da saúde aguarda resultados de três casos suspeitos registrados na semana passada. Os exames foram enviados anteontem, sendo aguardados a partir de amanhã, adiantou a diretora da Vigilância em Saúde, Miriam Akiti Rodrigues. As três pessoas pertencem à mesma família. Ela acredita que serão negativos os resultados.
Os suspeitos são isolados por sete dias, e acompanhados pela Saúde. A Vigilância Epidemiológica de Sorocaba também acompanha outros três casos suspeitos da doença, que continuam dentro do prazo de indicação de isolamento domiciliar, conforme o último boletim de sexta-feira passada. Neste sábado não foram divulgados novos resultados ou notificações de novos casos suspeitos. Esses pacientes, seus familiares e contatos passam bem, conforme o boletim.
 
O último boletim enviado na sexta aponta dez confirmados (entre maio e julho) e já curados; 26 descartados e dez suspeitos, sendo que 7 deles estão curados e já tiveram alta. Em Piedade, são monitoradas dois suspeitos de terem contraído a gripe suína. 

Trata-se de um homem de 24 anos e uma mulher de 20 anos. O resultado é aguardado para a semana que vem. Amanhã, a Secretaria de Saúde fará um levantamento dos casos, adiantou a assessoria de comunicação da Prefeitura de Piedade. Casos confirmados Na região, foram registrados casos confirmados nas cidades de Itapetininga, Salto de Pirapora, São Roque e Salto. Todas as vítimas diagnosticadas estão curadas e com alta. Em Itapetininga, o único caso confirmado até agora não oferece riscos. Após o diagnóstico, a pessoa de cerca de 40 anos foi medicada, contou a diretora da Vigilância em Saúde de Itapetininga, Miriam Akiti Rodrigues. Em São Roque, a doença foi confirmada num paciente com 10 anos; em Salto de Pirapora, em um bebê de 2 anos; e, em Salto, em uma pessoa de 24 anos.

 O índice de suspeitas tem aumentado em todo o país, com monitoramento da rede de saúde. A partir desta semana, os informes técnicos serão divulgados uma vez por semana, a partir da próxima quarta-feira, no site do Ministério da Saúde.

Fonte: Cruzeiro do Sul